Portal do Electrodom�stico
Pesquisar no Portal

AdSense Texto - 300x600


Newsletter

Inscreva-se!


 

 

  
Confirmar

Nós valorizamos a sua privacidade. Nós nunca iremos alugar, vender, ou usar o endereço de email para outra coisa senão os serviços que você pedir especificamente.


Siga-nos


 

 

 

 

Quais os radiadores que mais poupam energia

Os sistemas de aquecimento central são os mais usados no aquecimento das nossas casas, os radiadores são uma das principais partes desses sistemas. Podemos optar por radiadores ou emissores térmicos.
Há também que definir o modelo e a potência térmica necessária para cada um deles, que será feita em função da carga térmica do local onde se vão instalar.
 

O que são radiadores para aquecimento central?
A quantidade de calor emitida pelos radiadores de aquecimento depende da superfície de intercâmbio e da diferença de temperatura entre o radiador e a temperatura do local onde este está instalado.
Quanto maior for a superfície de intercâmbio e maior a diferença de temperatura, mais calor é emitido. Por isso, é que devemos ter sempre atenção aos catálogos dos fabricantes que têm um dado importante, a potência calorífica para uma determinada amplitude térmica.

O que é a amplitude térmica?
É a diferença entre a temperatura média do radiador e a temperatura ambiente. Esta calcula-se da seguinte forma.
Primeiro há que encontrar a temperatura média do radiador (através da soma da temperatura de entrada e saída da água e divide-se por dois). Depois é fazer a subtração entre a temperatura do radiador e a temperatura ambiente.
Os fabricantes dos radiadores estabelecem a potência calorífica e respetiva amplitude térmica (cerca de 50ºC) seguindo a Norma UNE-EN 442. O uso desta norma permite que todos os fabricantes sigam as mesmas regras uniformizadas.

Que tipo de radiadores de aquecimento central existem?
Os radiadores de aquecimento são classificados segundo o tipo de material com que são fabricados, segundo a temperatura da água que circula dentro deles e ainda segundo o modo de aquecimento destes.
Consoante o material: radiadores de aquecimento de ferro fundido, de alumínio, aço ou aço inoxidável.
Consoante a temperatura: radiadores de aquecimento a alta temperatura e radiadores de aquecimento a baixa temperatura.
Consoante o fluído/tipo de energia: a água ou por eletricidade.

Radiadores segundo o material que são fabricados:

Radiadores de aquecimento central de ferro fundido
Estes radiadores são resistentes e têm uma grande durabilidade. Eram muito usados em instalações antigas, em edifícios os anos 70 e 80; hoje em dia ainda se vêm em alguns edifícios mais antigos, ou com designs inovadores. São montados elemento a elemento, consoante as necessidades calorificas do local.
Vantagens:
-Têm uma grande inércia térmica, o que permite conservar o calor durante muito tempo;
-Têm uma grande durabilidade e grande resistência.
A ter em conta: este tipo de radiadores de aquecimento demora muito tempo a atingir a temperatura adequada. São mais caros e também bem mais pesados.

Radiadores de aquecimento central de alumínio
São o tipo de radiadores de aquecimento mais comuns de instalar atualmente. São também instalados consoante as necessidades caloríficas do local. Novamente, cada fabricante indicará a potência calorífica por elemento.
Vantagens:
-Têm baixa inércia térmica, o que permite atingir a temperatura desejada num curto período de tempo;
-São mais baratos que os radiadores de aço fundido;
-Bem como mais leves, sendo assim fáceis de instalar;
-Trabalham por convecção e por irradiação.
A ter em conta: arrefecem rapidamente e têm uma menor resistência a choques…

Radiadores de aquecimento central de aço
Fabricados em chapa de aço de várias espessuras. A potência calorífica é dada por metro linear do painel.
Vantagens:
-Têm baixa inércia térmica, logo conseguem atingir a temperatura num curto período de tempo. Podemos assim “jogar” consoante os vários tamanhos de painéis, dependendo das áreas onde serão instalados, bem como o design;
-São mais leves para instalar, bem como resistentes;
-Funcionam tanto por convecção como irradiação.
A ter em conta: têm um preço de aquisição mais elevado. A instalação é mais complexa.

Convetores de aço inoxidável
Vantagens:
-Têm uma baixa inércia térmica, logo atingem a sua temperatura rapidamente;
-Podem ser instalados embutidos no chão, na parede, logo são ideais para locais onde a estética é essencial;
-São também uma boa solução para espaços amplos;
-trabalham por convecção com ou sem ventilador.
A ter em conta: são mais caros, e uma instalação mais complexa. O local de instalação deve ser bem escolhido devido ao ruído do ventilador, se bem que atualmente já são fabricados modelos com níveis sonoros muito baixos.
 

Radiadores segundo a temperatura de água que circula dentro do radiador

Radiadores de aquecimento de alta temperatura
Os sistemas tradicionais de radiadores funcionam com circulação de água a alta temperatura (70ºC). água que provém de um ou mais geradores de calor, como caldeiras ou bombas de calor.
Radiadores de aquecimento de baixa temperatura
Com o intuito de poupar energia e obter o máximo de eficiência energética passou-se a comercializar sistemas que permitem obter o máximo de rendimento com água a baixa temperatura. Sistemas como caldeiras de condensação, aerotérmica e geotermia.
Este tipo de sistema funciona com uma amplitude térmica inferior a 30ºC, e temperaturas de impulsão de 55ºC e retorno de 45ºC. Logo o rendimento destes aumenta quando comparados com uma caldeira e radiadores tradicionais.
Com estes sistemas de baixa temperatura podemos poupar combustível no aquecimento das águas.
Vantagens:
-Como têm pouca inércia térmica, permitem atingir a temperatura desejada mais rápido;
-Aproveitam a baixa temperatura da água para aumentar o rendimento dos sistemas de aquecimento;
-Podem ser usados tanto em instalações tradicionais (caldeiras) como em instalações eficientes (caldeiras de condensação, aerotérmica e geotermia);
São dos radiadores mais eficientes do mercado.
A ter em conta: têm um preço elevado.
Já que estamos a falar sobre sistemas de aquecimento, recomendamos a leitura das vantagens e desvantagens do aquecimento com recuperadores a pellets.

Radiadores segundo o fluído/tipo de energia

Radiadores de água
Os radiadores mencionados acima usam todos água quente para o aquecimento. Água proveniente de uma fonte de calor, como caldeira, bomba de calor. São os mais usados.

Radiadores elétricos
São os de sempre, alimentados por energia elétrica que ativa uma resistência que aquece e emite calor. Funcionam com eletricidade, cujo funcionamento acaba por ser dispendioso, devido ao preço da eletricidade. Por esse motivo, atualmente são totalmente desaconselhados.

Que tipo de radiadores de aquecimento central devemos escolher?
Antes de decidirmos o tipo de radiadores para o nosso sistema de aquecimento, temos que responder a algumas questões que irão permite escolher o tipo de radiadores mais adequado.
Que sistema de geração de calor iremos usar? Alta ou baixa temperatura? A água ou eletricidade?
Que tipo de habitação queremos aquecer? Moradia, apartamento, centro de saúde, edifício de trabalho…?
Qualidade alta ou média-baixa? Qual o orçamento disponível?
Vai dar primazia à estética?
Qual a potência calorífica do local a instalar?
Qual a arquitetura e distribuição do local a instalar?
Assim que tenha respostas a estas perguntas,é meio caminho andado para escolher o melhor sistema.

Fonte: Portal da Energia

 


Privacy Statement  |  Terms Of Use
Copyright 2009 by Portal do Electrodoméstico