Portal do Electrodom�stico
Pesquisar no Portal

Siga-nos


Newsletter

Inscreva-se!


 

 

  
Confirmar

Nós valorizamos a sua privacidade. Nós nunca iremos alugar, vender, ou usar o endereço de email para outra coisa senão os serviços que você pedir especificamente.


AdSense


 

 

 

Fritadeira convencional ou Fritadeira de ar quente, como escolher?

 

Qual a mais adequada?
 
Para que servem, quais as diferenças?

Qual a utilidade de cada uma?
 
Quem não gosta de batatas fritas, argolas de cebola ou frango frito?
Há uma vasta gama de opções para fritar – desde fritadeiras tradicionais a técnicas modernas para fritar com ar quente e quase sem gordura.
Página patrocinada por:


 

Fritadeira com óleo ou fritadeira de ar quente, qual a mais adequada?

Gosta de comer fritos em casa mas sem as desvantagens de uma fritadeira? Antes de mais, qual a diferença entre uma fritadeira convencional e uma de ar quente?  È a chamada "fritadeiras sem óleo" que chegou com a promessa de deixar os alimentos fritos, sequinhos e crocantes pois consegue preparar quase tudo, rapidamente, com menos gordura e mais nutrientes. 

Mas será o gosto fica igual? Quais as vantagens? Como funciona?

Fritadeira de ar quente, para que serve e como escolher?

A combinação exclusiva da circulação rápida e precisa de ar quente, do equilíbrio perfeito da temperatura e do elemento de grill permite-lhe fritar, assar, cozer ou grelhar uma grande variedade de alimentos . Como está a fritar com ar, é mais seguro e liberta muito menos cheiros do que uma fritadeira eléctrica. Os alimentos ficam com textura muito semelhante ao frito e bem mais saudáveis.

No entanto, a fritadeira de ar quentenão serve apenas para fritar porque é muito versátil e adapta-se perfeitamente a vários tipos de refeições pois:

- frita e assa sem praticamente gordura nenhuma
- cozinha de forma saudável, conservando todo o sabor dos alimentos
- ideal para batatas fritas e salgadinhos, mas também para assados, que ficam suculentos e deliciosos
- não emite fumo e os odores a fritos são mínimos
- muito fácil de manusear e de lavar, quer à mão, quer na máquina de lavar loiça
- o temporizador e regulador de temperatura são muito úteis para que trabalhe de forma autónoma
- o reservatório permite que as gorduras sejam separadas deixando a comida ainda mais saudável

Fritadeiras tradicionais com óleo

Redondas, quadradas, pequenas, grandes... há para todos os gostos. Preparam batatas douradas, estaladiças e são mais seguras do que as tradicionais frigideiras.

- A maioria permite a arrumação do cabo de alimentação, tornando-as mais fáceis de guardar.
- As mais volumosas não fritam, forçosamente, uma maior quantidade de alimentos de cada vez. Tal depende do tamanho do cesto e da capacidade máxima de óleo.
- Compensa escolher fritadeiras com capacidade menor se prepara fritos só para uma ou duas pessoas.
- O reservatório do óleo é, geralmente, removível, o que facilita a limpeza.
- Algumas têm um interruptor on/off separado. É preferível a estar integrado no botão do termóstato. Nalgumas máquinas, quando o óleo atinge a temperatura ideal para fritar, a luz desliga-se, podendo criar a ilusão de que não estão a funcionar.
- O temporizador emite um aviso sonoro quando termina o tempo da fritura.
- Prefira modelos com a resistência imersa em óleo. Esta particularidade cria uma zona fria sob a resistência, onde os pequenos resíduos de alimentos previamente fritos se vão depositar. Quando usar novamente, estas partículas não ficam em suspensão no óleo, nem se colam às novas batatas fritas. Mesmo nos aparelhos com uma zona fria, deve filtrar o óleo regularmente para prolongar a sua vida e melhorar a qualidade dos fritos.
- A maioria permite fritar com a tampa fechada e vem equipada com um filtro anticheiro, o que minimiza bastante o odor desagradável a fritos.
- As tampas com janela de vidro permitem controlar o estado da fritura sem ter de as abrir. Por vezes, ficam embaciadas com o vapor da fritura e acabam por não cumprir a sua função.
- Também é útil subir e descer o cesto com a tampa fechada. Desta forma, pode mergulhar as batatas no óleo bem quente sem salpicos. Também reduz a quantidade de vapor quente quando levanta o cesto.

A arte de bem fritar

• Frite pequenas porções de cada vez, para que a temperatura do óleo não baixe demasiado e as batatas não absorvam gordura a mais.
• Seque bem as batatas antes de as imergir no óleo bem quente.
• Assegure-se de que o termóstato está regulado na temperatura certa.
• No fim da fritura, seque os alimentos com papel de cozinha.
• Mude o óleo quando ficar acastanhado e viscoso. Filtre-o após cada utilização com uma folha de papel de cozinha dentro de um funil e vertendo o óleo devagar. As partículas ficam retidas no funil e, o óleo, límpido e pronto a ser novamente usado. Prolonga a vida do óleo e melhora a qualidade dos fritos.
• Se o seu município não faz a recolha, não despeje óleo usado no esgoto. Verta-o antes num frasco ou garrafa fechada e coloque no Oleão.

Fonte: Deco

Se já se decidiu por este modelo de fritadeira, dirija-se a uma loja da especialidade e bons cozinhados!

 

 


Privacy Statement  |  Terms Of Use
Copyright 2009 by Portal do Electrodoméstico