Pesquisar no Portal


Newsletter

Inscreva-se!


 

 

  
Confirmar

Nós valorizamos a sua privacidade. Nós nunca iremos alugar, vender, ou usar o endereço de email para outra coisa senão os serviços que você pedir especificamente.



 

 

Conservação dos alimentos no frigorífico


Falta de tempo para ir às compras aumenta necessidade de conservação dos alimentos

 

Segundo um estudo independente realizado pela Nvision e citado pelo Grupo Electrolux, 30% dos consumidores europeus aumentaram o consumo de frutas e verduras nos últimos 12 meses, mas 70% apenas têm tempo para ir às compras uma vez por semana. Este mesmo estudo revela que 70% destes consumidores também costumam convidar os amigos a sua casa, pelo menos uma vez por mês. Tendências que aumentam as necessidades de conservação dos alimentos por mais tempo.

 
Ao mesmo tempo, com a cada vez maior consciência do efeito do consumo de energia na emissão de gases com efeito estufa, os europeus declaram que a eficiência energética dos eletrodomésticos influencia a sua decisão de compra. Um estudo recentemente realizado pela Electrolux junto dos consumidores europeus sobre os seus eletrodomésticos revelou que 70%preferem eletrodomésticos amigos do ambiente e, mais importante, estão dispostos a alterar os seus hábitos de consumo para reduzir o seu impato no meio ambiente.
 
Isto também é válido para a quantidade de comida que se deita fora, já que 20% dos gases com efeito estufa a nível mundial estão relacionados com a cadeia alimentar. Os dados do Eurostat sugerem que cada europeu gera, em média, 562 quilogramas de desperdícios por ano e parte deste “lixo” é comida que se deitou fora por se ter deixado estragar antes de consumir.
 

Como organizar o frigorífico?

A boa organização do frigorífico é imprescindível para uma correta higiene e segurança alimentar. Mas, revela um estudo da Fagor, dependendo do tipo de frigorífico, a organização deve ser diferente. Por exemplo, o modelos No Frost criam um ambiente mais seco em relação aos outros sem esta tecnologia, pelo que os alimentos devem ser tapados para não correrem o risco de secar. Neste sentido, as frutas, hortaliças e legumes devem ser colocados nas gavetas do frigorífico, onde se conserva o grau de humidade mais conveniente para este tipo de produtos.
 
De um modo geral, a conservação dos alimentos no frigorífico deverá estar entre os 0º e os 5ºC, variando em função das diferentes zonas de refrigeração, já que a maioria das bactérias não consegue desenvolver-se abaixo desta temperatura máxima.
 
Em relação à correta distribuição segundo os vários tipos de alimentos, a Fagor recomenda colocar os laticínios e derivados nas prateleiras de cima, os pratos preparados, como massas ou batidos, nas prateleiras mais baixas e frias do frigorífico e as manteigas, doces, maionese e outros molhos ou bebidas abertas nos compartimentos da porta. Deve-se evitar colocar na mesma prateleira os alimentos crus e cozinhados, dado que estes últimos são muito propícios ao desenvolvimento de bactérias originárias dos produtos frescos. A Fagor recorda também que se deve fechar bem a embalagem do leite para que este não absorva os odores de outros alimentos.
 
Sobre a colocação dos restantes produtos, a recomendação da Fagor é a de retirar os alimentos das embalagens de cartão, já que estas podem ser um foco de contaminação no interior do frigorífico. Na zona 0ºC para carne e peixe é também conveniente retirar as embalagens originais e introduzir os produtos em recipientes limpos, para evitar possíveis contaminações e preservar assim a qualidade dos produtos na sua melhor forma.
 
Na congelação de alimentos, estes devem ser sempre etiquetados com o nome, a quantidade do produto e a data de congelação para evitar qualquer risco de saúde.
 

Cortesia: Revismarket

 

 


  

 

 
 

Aluguer de insuflaveis, festa de aniversário infantil, brinquedos, artigos para festas e brinquedos para bebe.

Dúvidas? Consulte o Forum



Siga-nos



Privacy Statement  |  Terms Of Use
Copyright 2009 by Portal do Electrodoméstico